DA – Capítulo 18 – Saindo Mythro da caverna



Mutima se vira para Mythro, e olha para sua área Shen, onde Gornn reside, preso entre correntes e uma jaula de ouro.

— Não há com o que se preocupar, embora seja difícil encontrar artes corporais de nível Deus, não é impossível. Se este pequeno noivo conseguir a benção de algum outro deus daqui, ele ainda poderá ter um corpo tão forte quanto o de Mits.

´´Quais são os outros Deuses daqui?“ — Gornn pergunta mantendo um tom humilde.

— Mmm… Tem aquela gata… Tem o de adaguinhas… e o… esqueci.

Mythro bate na sua cara com a própria mão.

— Garoto. Eu não te mato por essa insolência porque minha neta tem um bom gosto por você. — Mutima fica irada com isso.

— Você tá aqui a quanto tempo e não consegue se lembrar desses outros 3 deuses? Gornn me disse que no futuro, encontrar pessoas de nível rei para cima é fácil se estendermos nossas mentes.

— De fato, é isso mesmo. Mas ele esqueceu de dizer que se um Deus não quiser ser achado por outro Deus, há muitos meios para isso. E ainda mais, com exceção da gata, os outros dois estão presos aqui até a morte, então eles engoliram completamente suas auras e estão hibernando, esperando o tempo em que eles retornarão para Caenn.

´´Então é isso…“

— O que é hibernar?

— Você é muito burro Mythro. Hibernar é quando um urso entra na caverna e dorme pra caramba. — Mits explica dando um ”croc” na cabeça de Mythro, isso deixa ele seriamente zonzo que ele até mesmo cai. Libertar o ”Vitakka” deixou Mits ainda mais parruda!

— Isso mesmo minha linda. — Mutima fica alegre ao ver sua neta dando um jeito no seu noivo.

´´De fato, hibernação é quando um animal entra em um estado de sono por vários meses. Mas, para nós, seres que seguem o caminho da imortalidade, é mais abrangente. Quando um ser de nível Deus hiberna, é para encontrar a morte por fim. Digo por fim, porque existem muitos casos em que você morre parcialmente, mas consegue se recuperar, a morte por fim é o desvanecer de todo seu cultivo e vida. Hibernação é um meio de desacelerarmos o tempo de morte, é como se tudo ao redor do corpo viesse a uma queda bruta de passagem de tempo. Exemplo disso é meu pai, ele hibernou durante 400 mil anos, mas para seu corpo, apenas 200 mil tinha passado.“

— Então hibernar é muito bom, né? — Mits pergunta com suas bochechas marcadas de beijos de Mutima.

´´Parcialmente, para entrar em hibernação, existem algumas condições, e algum sacrifício. Geralmente, o sacrifício é o próprio cultivo.“

— Qualquer ser que hibernar para desacelerar o tempo não pode avançar no cultivo. Só velhos anciões preguiçosos fazem isso.

´´Também não pode ser dito assim, minha deusa. Muitos anciões decidem fazer isso para que se algum mau venha acontecer sobre o clã, eles possam acordar e ajudar com suas poderosas cultivações.“

— Hmph!

´´Os cosmos são vastos. Vocês vão ter que experienciar eles juntos. Agora saiam daqui, sinto que o pai de Mits está procurando por ela. Minha Deusa, lembre-se de tapar os buracos e apagar as lembranças de quem quer que tenha visto o que aconteceu com Aurio.“

— Acha que nasci ontem, velho leão?

— Você nasceu há muitos ontens, muitos muitos, muitos. — Mythro complementa e sobe no altar no qual ele tinha descido.

— Hmph! Garotinho, se você estiver tão belo quanto esta deusa quando atingir minha idade, você poderá dizer isso.

— Eu espero que você esteja morta quando eu tiver sua idade. — Mythro cruza os braços e dá de ombros.

— Mythro! — Mits reclama e aperta o braço dele.

— Minha pequena neta com um animalzinho deste. Se ele não fosse filho de Xaemi, jamais daria tamanha pérola a um porco.

— Eu nem conheço essa mulher, para de dizer que sou filho dela! — O pequeno NOVA fica irritado, tanto Gornn quanto Mutima dizem que ele é filho de Xaemi, mas ele não sente nada sobre esta ”Xaemi” ele sente que é errado associar-se à ela.

Mutima para com as brincadeiras e encara o pequeno noivo de sua neta, ela dá alguns passos em sua direção e repousa sua mão sobre sua cabeça. Ela agacha um pouco para olhar em seus olhos.

— Demorará para você entender. O fardo de uma mãe atravessa eras e gerações… E ele não termina em seus filhos… — Quando Mutima termina sua frase, ela desaparece.

Mythro fica olhando o vazio que Mutima deixou. Nestes últimos momentos, Mythro conseguiu ver algo que uma vez ele também viu em Gornn. Grande tristeza.

´´Não aflita-se com isso. Todos carregam grande pesar em seus corações. Ter uma família de Paschis mortais vivendo já significa que Mutima fez muito por eles. Você deve respeitá-la, como Deusa, mãe e avó. E também como outrora ela foi, guardiã do seu planeta natal, onde a água é a mais doce de todo os cosmos, e tem cor arco-íris.“

— Mits também vai ficar com cabelo arco-íris?

´´Talvez no segundo reino. Ela terá que tocar mais no seu poder sanguíneo que foi interrompido pelas esposas de Rashmir, e que foi maculado pela energia Yin daqui.“

— Você acha que eu ficarei bonita com o cabelo da vovó.

— Sim, é o cabelo mais bonito que já vi. — Mythro acente.

— Aquele velhinho tá demorando para voltar. — Mits olha para onde deveria haver buracos e vê que já não há mais algum.

´´Ele deve estar restaurando seu corpo. Sentem-se e cultivem juntos.“

— Como devemos fazer isso.

´´Fique sentado e abra suas pernas, garota Mits, você deverá se sentar perto de Mythro e colocar suas costas no peito e barriga dele“

— Ma- Isso… — Mits fica vermelha, e encara Mythro colocando a mão na boca, como se tentando impedir ele de ver que ela ofega.

´´Vocês vão cultivar. Eu não sei de onde você tirou uma mente tão avançada quanto aos assuntos de homem e mulher em tão tenra idade. Mas você deve entender que seu dever como mulher de Mythro, não é serví-lo somente na cama, mas na guerra, e em toda a vida. Para isso, você não pode estar um passo atrás dele. E isso também serve para você garoto. Embora ela perca em cosmicidade, se comparado a você, ela não perde em potencial graças à roda do Dharma, você deverá honrar sua esposa, desde pequeno.“

— Sim, Gornn. — Mythro

Mits então perde a vergonha e faz como Gornn os tinha instruído.

´´Agora, garota, uma de suas mãos deve permanecer na área Jing, e a outra em Qi. Mythro, uma de suas mãos acompanhará a mão de Mits, e a outra permanecerá alta quanto a área Shen. Vocês cultivarão assim a cada estágio do primeiro reino, e irão revezar respectivamente. Este tipo de postura é para fortalecer os três dantians, na verdade, cultivação dupla neste sentido é bem melhor do que o fortalecimento bruto solo.“

Aurio chega neste momento e fica quieto em um canto. Ele sabe que Gornn espera que eles já comecem a cultivar juntos para poderem se sincronizar melhor.

Enquanto Mythro e Mits cultivam, suas imagens vivas aparecem acima de suas cabeças. Seus sóis se cruzam e giram como duas belas estrelas ao redor uma da outra, em uma eterna dança, onde ambos astros se atraem infindavelmente. As árvores ficam paralelas e pulsam, como um coração calmo e sereno, a leve névoa vai ficando um pouco mais densa, mas isso ao olho nú mal se vê. O sol de Mits é azul aqua, durante a cultivação, Mythro até chega a se distrair e perguntar para ela o porquê de ser azul aqua.

— Minha mãe me disse que uma mulher deve ser doce e serena como água parada, e se for necessário, violenta e impetuosa como grandes cascatas. É assim que quero ser, como minha falecida mãe.

— Ela morreu de quê?

— Ela foi morta por um Markho.

— Eu sinto muito, Mits. — Mythro consegue sentir o pesar da pequena Mits, ela começa a chorar e murmura:

— Eu queria tanto ver ela de novo…

Os dois liberam os selos de mãos que faziam e Mythro abraça Mits.

— Eles pararam de entrar em sincronia, melhor separarmos eles até estarem mais calmos… — Aurio diz por meio de mensagem cósmica, para que Gornn escute.

´´Não, observe. Eles estão compartilhando cosmicidade neste momento.“

Os dois pequenos ali ficam, uma chorando baixinho e outro se pondo ao máximo para estar lá, para poder mitigar os fardos de quem ele segura.

Onde deveria haver parado o cultivo, na verdade só se intensifica.

As imagens vivas dos dois ficam com seus sóis ainda mais próximos, até que eles… se mesclam. Mas não completamente, 10% dos sóis se sobrepõem e isso cria ondas únicas, que fazem com que das árvores, uma leve névoa escape…

— Isso é incrível. Muitos têm que cultivar anos para alcançar esse tipo de fusão de Dao. — Aurio fica maravilhado com o que vê.

´´Sim… Quando um homem, ou mulher encontra sua alma gêmea. Suas cultivações podem ser ligadas por meio do cultivo duplo. Mas confiança e experiência atuam muito neste tipo de coisa. O que eles fizeram sem ter nenhum dos dois, mostra que os próprios céus já os aceitaram como casal.“

— Quem diria.

Duas horas se passam desde que eles começaram a cultivação dupla, até que ela termine em alguns minutos depois de Mits começar a chorar. Mas o resultado disso veio a aproximar os dois, e também como forma de cultivo!

Mythro e Mits estavam ambos no primeiro estágio do primeiro reino. O ciclo cósmico pessoal possui quatro estágios: Névoa cósmica, chuva cósmica, rio cósmico e árvore cósmica.

Mythro e Mits ambos receberam naturezas de primeiro reino. Mythro de seus pais, e Mits da própria Mutima, por isso eles tinham a árvore, que deveria ser erguida apenas no último estágio do primeiro reino. Isso, além de dar a eles um caminho mais certo da cultivação a se prosseguir, deixa eles mais fortes do que outros no mesmo nível. E claro, com o Sol deles formado, isso os deixa ainda além dos seus concorrentes.

Aurio eventualmente se revela e leva os dois à superfície, lá, Mythro e Mits reaparecem para Mitri, que acaba brigando com Mythro pela irresponsabilidade de ter sumido com sua filha. Mas, Mits acalma seu pai e depois cada um vai para os seus respectivos aposentos. Com exceção de Mits, que fica com Mythro.


Autor: Mateus Lopes Jardim Revisor: Bczeulli  CQ: Gabriel Lucas



Fontes
Cores