AVN – Capítulo 75


Má noite.

O sonho experimental.

O sonho é o ideal inalcançável, no cerne do nosso inalcançável. Um experimento sendo o ato ou efeito de experimentar-se, onde o sonho experimental se torna, na computação neural, o ato de reafirmar o ser na própria matriz. Pois na morte, o ser se reduz a nada, e tudo que ele foi, como pensou ter sido, é a essência da criptografia biológica.

No sonho experimental, o ego retorna, recobrando as peças até sua complexidade anteriormente proposta, ou, para resumir, o ser digitalmente reconstruído se torna a base de acesso ao constructo consciente.


Fontes
Cores